O que faz um bom videogame de terror?

Horror como um gênero parece simples de executar, mas há muito mais acontecendo nos bastidores para fazer videogames de terror que realmente assustam os jogadores. Alguns jogadores adoram ficar com medo, tendo sua frequência cardíaca subindo ao virar aquela esquina escura para enfrentar o próximo desafio. Saber no fundo de sua mente que não é real, mas ainda estar com medo é uma marca registrada de qualquer bom horror.

Quando se trata de terror, criar uma jogabilidade assustadora é desafiador, pois o jogador pode se tornar o protagonista ou antagonista, e suas decisões podem ter um impacto direto em como o jogo se desenrola. Os melhores videogames de terror se destacam nas mesmas categorias principais de imersão, interação e narrativa. Essas podem ser categorias amplas, com muitos elementos diferentes que precisam se unir para criar uma experiência de jogo aterrorizante.

Interação

o que faz-bom-horror-videogame

A interação em jogos de terror é especialmente importante, pois é a função principal de um videogame que o jogador interaja com seu ambiente. Enquanto filmes e outros tipos de terror visual podem ter algum nível de interação, nos videogames o jogador controla a interação com o ambiente. Se a interação entre o jogador e o mundo do jogo for ruim, a experiência geral sofrerá e a eficácia dos outros elementos de terror também.

A interação vem principalmente através do controlador, com o movimento do personagem e a capacidade de resposta da entrada. Se o movimento parece desajeitado, eles perdem a suspensão da descrença que torna o horror tão excitante. Videogames de terror no PS5 podem ter interação melhorada por causa do feedback tátil no controlador em si, o que aumenta a tensão e enfatiza momentos-chave na jogabilidade.

Imersão

Inimigos de jogos de terror mais assustadores da década de 2010

A imersão é a segunda característica de um bom videogame de terror. Se um jogo é imersivo e bem realizado, o jogador pode se perder completamente no jogo, permitindo que tudo pareça mais real. Essa sensação de falso realismo é o que torna os sustos muito mais eficazes. A imersão pode vir de várias formas, mas os principais fatores são a atmosfera, os gráficos e a narrativa.

Os jogos atmosféricos tornam os videogames de terror eficazes porque criam uma sensação do desconhecido, do estranho e do assustador. Ele pode mudar o horror de simples sustos de salto, para o tipo de horror grotesco que faz franquias como Viu tão popular. Os gráficos também são um elemento muito importante, especialmente na era moderna de hoje, quando consoles e PCs são capazes de criar imagens ultrarrealistas.

Narrativa

o que faz-bom-horror-videogame

A narrativa é o elemento final importante de um videogame de terror. Se a história é desinteressante ou não tem coesão, como se pode esperar que o jogador seja atraído e sinta qualquer sensação de tensão, pavor ou medo? Uma narrativa ruim pode arruinar completamente a experiência de um videogame de terror. A narrativa também tem um grande impacto na imersão de um jogador, porque eles podem ficar fazendo muitas perguntas ao invés de serem capazes de se concentrar no que realmente importa, que é ficar com medo de suas mentes.

Alguns dos melhores videogames de terror são conhecidos por suas narrativas, como o Resident Evil e Morro silencioso franquias. Claro, esses jogos também têm interação e imersão incríveis, mas a história é a força motriz que atrai os jogadores. As pessoas ainda voltam às primeiras parcelas desses jogos para experimentar a emoção da narrativa, o que mostra que os gráficos não são tudo.