10 melhores episódios para apresentar novos espectadores a Buffy The Vampire Slayer

Quando se trata de trabalhos inovadores de televisão que moldaram a mídia moderna, poucos podem se comparar a Buffy, a Caça-Vampiros. Na superfície, parecia um show de ação e terror divertido e polpudo, mas Buffy foi mais do que isso. Ele usou as armadilhas do sobrenatural para contar histórias emocionantes sobre maturidade e responsabilidade e, no processo, subverteu os antigos tropos de franquia de terror, recontextualizou como era o diálogo e apresentou um dos primeiros romances LGBTQ + explícitos na televisão.

Uma das coisas pelas quais Buffy é celebrada são seus arcos. Quase todos os episódios estão se desenvolvendo em direção a algo maior e, embora isso eleve o fator de reassistir do programa, também tem o efeito malfadado de afastar novos espectadores do programa. Apesar dessa desvantagem para os recém-chegados que, de outra forma, pulariam a primeira temporada bastante mediana, há episódios que não exigem muito conhecimento prévio e servem como grandes representantes das histórias e temas maiores do programa.

10 Bem-vindo à Boca do Inferno (Temporada 1, Episódio 1)

A estreia da série, “Weclome To The Hellmouth”, apresenta ao público Buffy Summers e a escola secundária de Sunnydale. No episódio, Buffy começa seu primeiro dia de aula na escola secundária de Sunnydale esperando levar uma vida normal, mas é forçada a aceitar seu papel como a Caçadora quando uma garota é encontrada morta no vestiário com marcas de mordida no pescoço.

Embora decididamente anos 90 em seu tom e apresentando alguma terminologia desatualizada, “Welcome To The Hellmouth” ainda é um ótimo ponto de partida para a série. Apresenta ao público a personagem Buffy Summers, estabelece o universo do Buffyverse e planta as sementes para algumas das maiores histórias já contadas na televisão.

9 Fear Itself (Temporada 4, Episódio 4)

“Fear Itself” é o segundo episódio de Halloween do programa e encontra os Scoobies presos em uma casa de fraternidade assombrada. Para escapar e derrotar o demônio que tomou conta da casa, todos eles devem enfrentar seus medos mais profundos.

Um episódio independente e muito cômico, “Fear Itself” é uma vitrine maravilhosa da dinâmica dos personagens do programa. Ele apresenta Buffy, Willow, Xander e Oz brincando um com o outro desde o início, ao mesmo tempo em que lhes dão todo o tempo sozinhos ao confrontar seus medos, mergulhando na psicologia mais profunda dos personagens. A compreensão que isso oferece é o que torna “Fear Itself” uma porta de entrada tão eficaz para novos espectadores.

8 Band Candy (3ª Temporada, Episódio 6)

Um de Buffy’s episódios de enchimento mais engraçados, “Band Candy” vê o Scooby Gang forçado pelo diretor Snyder a vender barras de chocolate para que a escola possa pagar por novos uniformes de banda marcial. Quando Joyce e Giles começam a agir de forma estranha, Buffy e a turma percebem que as barras de chocolate estão amaldiçoadas e tentam fazer com que todos voltem ao seu estado normal.

“Band Candy” é talvez uma das melhores destilações de Buffy durante os primeiros anos da série. Ele mistura as lutas do ensino médio com o sobrenatural, introduz um tema/moral profundo em uma brincadeira alegre e atua como uma história única e também como configuração para um arco maior.

leitura  10 melhores séries de animação para adultos na Netflix de acordo com o IMDB

7 Prophecy Girl (1ª temporada, episódio 12)

“Garota da Profecia” é o final da primeira temporada de Buffy e faz com que ela seja a Caçadora quando ela ouve que está destinada a morrer lutando contra o Mestre. À medida que mais e mais vampiros causam estragos, no entanto, Buffy finalmente aceita seu destino e vai parar o apocalipse.

Embora seja um pouco compactado e dependente de algum conhecimento prévio, “Prophecy Girl” ainda é uma introdução eficaz devido à maneira como lida com o medo de Buffy. Ele estabelece para o público a dualidade da personagem de Buffy, alguém que é forte e confiante ao lutar contra vampiros comuns, mas também sobrecarregada por suas responsabilidades porque ela é apenas uma adolescente.

6 Quando ela era má (2ª temporada, episódio 1)

A estreia da segunda temporada, “When She Was Bad”, é centrada no retorno de Buffy a Sunnydale no início do ano letivo e em sua atitude mais fechada. Em meio às tentativas de Buffy de lidar com os eventos da temporada anterior, o Ungido procura reviver o Mestre usando os ossos do antigo vampiro.

Entrando em “When She Was Bad”, deve-se reconhecer que o episódio é construído sobre os ossos da primeira temporada, mas os novos espectadores não são obrigados a assistir à temporada anterior graças à útil recapitulação do episódio. Como resultado, eles podem afundar direto no mundo da Buffy com facilidade devido à química estabelecida do elenco. Eles também terão uma visão profunda de como Buffy é corajosa como personagem ao enfrentar o trauma de ter morrido brevemente no cumprimento do dever.

5 A Substituição (5ª Temporada, Episódio 3)

A partir de Buffy’s quinta temporada, “The Replacement” é focado no personagem de Xander enquanto ele tenta assumir mais responsabilidades como adulto. No entanto, tudo isso é interrompido quando Xander é dividido em dois seres separados após uma briga com um demônio.

Embora Xander seja inquestionavelmente um personagem de Buffy que envelheceu mal, “The Replacement” é uma grande vitrine para o adulto perturbado. Ele oferece uma visão da personalidade de Xander e destaca o crescimento que o personagem fez ao longo da série sem ficar atolado na continuidade. É importante ressaltar que o episódio é um exemplo clássico de como Buffy usa suas armadilhas de fantasia para comentar sobre o crescimento.

4 Earshot (Temporada 3, Episódio 18)

“Earshot” é um dos dois únicos episódios de Buffy, a caçadora de vampiros não ter ido ao ar durante o horário previsto. Isso se deve ao foco do episódio em Buffy aprendendo sobre um possível massacre na escola e tendo que evitá-lo, apesar de ser marginalizada por seu novo poder telepático.

O clímax emocional de “Earshot” depende um pouco da familiaridade do espectador com o personagem Jonathan, mas ainda é um momento potente que aborda cuidadosamente o tema do suicídio. A questão da saúde mental é abordada e um foco central de “Earshot”, mas não altera completamente o comportamento dos personagens principais. Importante para novos espectadores, o episódio prova que Buffy não é apenas uma comédia, mas um show que aborda temas maduros.

leitura  Os 10 atores mais indicados ao Oscar do século 21

3 Lie To Me (Temporada 2, Episódio 7)

Da segunda temporada do programa, “Lie To Me” mostra o velho amigo de Buffy, Ford, se mudar para Sunnydale com o conhecimento da identidade de Buffy como a Caçadora. Angel fica desconfiado e logo descobre que Ford está trabalhando com Spike e Drusilla.

Embora os novos espectadores possam ter que ser informados sobre quem são Spike e Drusilla, esta é uma ótima introdução devido ao foco do episódio em um dos Buffy’s temas principais, escolha. Ao longo da série, Buffy é forçada a enfrentar uma série de situações difíceis, mas ela sempre tem uma escolha de como responder a elas. Além disso, o episódio também sugere o tom mais sombrio e as apostas emocionais que definirão alguns dos melhores episódios do programa.

2 Silêncio (Temporada 4, Episódio 10)

Um de Buffy’s maiores episódios, “Hush” é uma peça experimental de televisão que tira os personagens de suas vozes, cortesia dos Cavalheiros. Sem a capacidade de falar, os Scoobies devem trabalhar mais do que nunca para deter os Cavalheiros antes que eles consumam os cidadãos de Sunnydale.

Apesar de a maior parte do episódio ser silenciosa e sem o diálogo de assinatura do programa, “Hush” ainda funciona para apresentar aos espectadores a dinâmica geral dos personagens e os perigos do paranormal. Pode exigir ajustes para aqueles que viram apenas um ou dois episódios antes de “Silêncio”, mas a criatividade e a maneira como o episódio contorna sua desvantagem o torna uma ótima vitrine para o que Buffy muitas vezes aspira a ser.

1 School Hard (2ª Temporada, Episódio 3)

“School Hard” é o décimo quinto episódio de Buffy, a Caça-Vampiros, e apresenta o vampiro Spike ao show enquanto Buffy tenta impedir sua mãe de conhecer o Diretor Snyder na noite de pais e professores. Infelizmente para Buffy, Spike decide atacar a escola naquela noite, e ela é forçada a salvar o dia enquanto mantém sua identidade de Caçadora em segredo.

Além de ser um pastiche do filme popular Duro de Matar“School Hard” é sem dúvida o primeiro episódio de Buffy que se sente confiante em sua pele. Não é mais apenas um show de gênero maluco ambientado no ensino médio, mas um drama legítimo com apostas e mostra como Buffy concilia diálogos afiados com conflitos terríveis, como evidenciado por Spike e sua presença magnética

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

aleatório

Hipoteca também é conhecida como "empréstimo garantido por casa" ou "refinanciamento de propriedade". É um tipo de empréstimo em que o devedor coloca um imóvel como garantia para garantir o pagamento da dívida.